Terriveis são os os acontecimentos em Iraque nos ultimos dias

Terriveis são os os acontecimentos em Iraque nos ultimos dias. Não é nenhuma surpresa, senão a conclusão do que estaba acontencendo.

No post “A situação de Iraque hoje” escrito no dia 22 de julho, lhes comentávamos que por mais que Iraque tinha quase desaparecido dos meios de comunicação, era simplesmente porque outra guerra estava  “de moda”, porém aqui não se resolveu nada.

isis

Hoje, este país volta a estar em primeiras páginas, porque o que esta acontecendo agora chama a atenção.

Lhes faço um breve resumo dos principais acontecimentos destes dias:

–        Depois das sangrentas batalhas entre o chamado “Estado Islâmico” e as milicias kurdas, os terroristas tomaram o poder  da represa de Mosul, a principal do país. Com isso, eles têm agora o poder de inundar cidades inteiras, ou de controlar a chegada ou não da água inclusive à misma cidade de Bagdá.

–        Faz alguns dias o EI sequestrou a 150 familias. Matou a todos os varões e ficou com as crianças e com as mulheres.

–        Dezenas de milhares de iasidis (é uma religião antiga) ao rechaçar sua conversão ao Islão, tiveram que fugir para escapar da morte e se refugiaram no Monte Sinjar. Os jihadistas os cercam. Eles estão nesse local sem água e sem alimentos. Alguns falam de 40.000 pessoas  presas. Dezenas de crianças já morreram por causa do calor e da sede.

–        O EI tomou a principal cidade cristã de Iraque, Qaraqosh. Ontem já se falava de 100.000 pessoas que fugiam e, hoje se fala de 200.000. Muitos descalços sob o calor do verão iraquiano. De acordo com as testemunhas, os terroristas já retiraram as  cruzes de todas as igrejas.

–        Uma população que atacou ao EI está agora rodeada por eles,  e ninguém pode escarpar porque querem dar uma lição.

–        No  sul de Bagdá, a 20 quilômetros da cidade, na zona de Youseidía, seguem os combates para tomar controle da rota que leva ao sul.

Quando o EI (nesse então ISIL) tomou Mosul, se calculava que entre suas filas tinha 3.000 combatentes. Agora se fala de 20.000.

A milicias kurdas, que ao principio pareciam capazes de freiar seu avanço, já não dão essa seguridade. Qaraqosh foi  tomada porque as milicias kurdas se retiraram para fortalecer sua capital Arbil. Sua capacidade de defender a região de Curdistão está agora em dúvida.

O governo central  decidiu deixar suas diferenças de lado e lutar junto com estas milicias (já que os Kurdos aproveitaram a debilidade do exército frente ao ataque dos jihadistas para tomar cidades em disputa. Até agora eles não chegam a nenhum acordo para combater juntos).

Com o controle da água e as batalhas ao  sul de Bagdá, aqueles que pertecem ao Estado Islâmico parecem querer cercar Bagdá e isto seria o fim do que fica deste pobre país.

É  imperativo que a comunidade internacional faça algo seja para deter esta catástrofe humanitária e para terminar com esta ameaça terrorista; porque se estão fortalecendo com seu avanço, reclutando mais homens, tomando posse de mais armas e dinheiro. É  necessário que se corte as ajudas a este grupo terrorista já. É necessário que se proiba que os países que os sostêm (ainda que de forma escondida) continuem fazendo e, que o  mundo pressione a estes países para que detenham o desastre que estão provocando. É  necessário que os interesses  daqueles que querem um Iraque dividido e  fraco sejam detidos. A vida de centos de milhares e, inclusive milhões de pessoas está em jogo. A vida de toda a comunidade cristã deste país corre perigo e, com isto o crescimento do ódio e do terrorismo. É  necessário que o mundo se dê conta que sem os cristãos toda a região se torna mais perigosa para o mundo enteiro.

Pe. Luis Montes, IVE

Tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta